Pernambuco

Grupo cria campanha de arrecadação para combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes

Fundado no ano 2000, o Grupo Adolescer atua nos direitos das crianças e dos adolescentes nas comunidades de Roda de Fogo, Santa Luzia, Santo Amaro e Caranguejo Tabaiares. Entre as ações, estão a conscientização e prevenção do abuso sexual. 

Atualmente, o projeto começou uma nova campanha de arrecadação de fundos para ampliar sua atuação. As doações irão contribuir para formar crianças e adolescentes a partir de um currículo elaborado pela instituição para a prevenção desses casos. Além disso, também ajudarão familiares a conhecerem canais de denúncias e quebrar o silêncio dentro de casa e na comunidade para que vítimas sejam protegidas e denunciados sejam investigados. Para fazer as doações, basta acessar o site do Grupo Adolescer.

“O projeto surgiu a partir de uma organização comunitária que visava formar crianças, adolescentes e jovens a partir de um ciclo informativo. A metodologia usada é a peer education – educação entre pares – onde os educandos são formados na instituição e passam a multiplicar o que aprendem para outros jovens”, afirma André Fidelis, coordenador pedagógico do projeto. 

Segundo ele, 200 jovens participam das formações que acontecem três vezes por semana nas sedes de cada comunidade. Alguns educadores do projeto também já passaram pela formação, como é o caso de Igor Luan, 24 anos, ex-educando que atualmente oferece suporte ao grupo. “Por saber que essa instituição me ajudou muito e através dela me tornei uma pessoa melhor. Sei que sou capaz de ajudar a transformar vidas. Conheço muitos jovens que deixaram de sonhar, isso é a realidade de muitos. Eu me sinto feliz em poder ajudar vários jovens e motivá-los a sonhar novamente”, destaca.

Todos os anos a instituição promove debates na comunidade, formações em parceria com escolas públicas, produção de um material próprio de comunicação, ações juntamente com o Conselho Tutelar e caminhadas pelas ruas dos bairros para alertar a população da importância de ficarem alerta para um tema tão presente na sociedade. Os jovens também são estimulados a produzirem conteúdos audiovisuais, utilizando a arte como forma de denúncia.

Para mais informações, os interessados podem liga para o número (81) 3227 4339 ou enviar mensagens via WhatsApp para (81) 9 8664-5288.

por Folha de Pernambuco

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *