Pernambuco

Quem entregar merenda fora do prazo não participarão de licitação em pernambuco

As empresas e fornecedores que se envolverem em fraudes na venda de merenda escolar ou entregarem comida fora do prazo ou sem qualidade ficarão proibidos de participar de licitações e de assinar contratos com o governo de Pernambuco por até dois anos.

É o que determina lei promulgada na última segunda-feira. A norma foi publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa. Ela altera a Lei 12.525, de 30 de dezembro de 2003, que trata das licitações e contratações com a administração pública.

Por Magno Martins

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *