Notícias

Na China, chuvas deixam 12 mortos em metrô e uma barragem com risco de rompimento

Ao menos 12 pessoas morreram na inundação do metrô da cidade de Zhengzhou, metrópole situada a cerca de 700 km de Pequim, no centro da China, anunciaram as autoridades após a divulgação de imagens de passageiros com água até o pescoço em um vagão.

Vídeos publicados nas redes sociais, cuja autenticidade não pôde ser verificada, mostram passageiros agarrados o quanto podem em um vagão do metrô, com água praticamente no pescoço, e outros de pé sobre os assentos.

Um passageiro contou na rede Weibo que os socorristas abriram o teto do vagão em que ele estava, para facilitar a retirada dos passageiros. Outras imagens mostram um passageiro sentado no teto de um vagão parcialmente submerso pela água em um túnel.

A cidade “registrou uma série de tempestades raras e violentas, provocando um acúmulo de água no metrô de Zhengzhou”, explicaram as autoridades da cidade em mensagem na rede social Weibo, na qual destacaram que 12 pessoas morreram e cinco ficaram feridas.

Nesta terça-feira (20), em Zhengzhou, foi decretado alerta vermelho, nível máximo de risco para a meteorologia chinesa. A emissora nacional CCTV mostrou as ruas inundadas da cidade, enquanto moradores empurravam seus carros com água na altura do joelho.

O serviço meteorológico de Zhengzhou anunciou que essa é a maior precipitação desde que começaram a colher os dados, há 60 anos. De acordo com o “Diário do Povo”, a chuva causou o desabamento de casas.

Uma pessoa morreu e duas estão desaparecidas. A imprensa local noticiou a morte de outras duas pessoas após a queda de um muro.

Mais de 10 mil pessoas foram evacuadas nos últimos dias devido à previsão de inundações, informaram autoridades de Henan, estimando o prejuízo em milhões de dólares.

Já o Exército chinês alertou, nesta terça-feira, para o risco iminente de rompimento de uma barragem também na região central do país, atingido por chuvas torrenciais.

O comando regional do Exército de Libertação Popular informou em comunicado que foi aberta uma brecha de 20 metros na barragem de Yihetan, em Luoyang, cidade de sete milhões de habitantes na região de Henan, alertando que a mesma “pode se romper a qualquer momento”.

Soldados foram enviados para realizar uma operação de emergência, que inclui dinamitar e desviar a água das enchentes. As chuvas sazonais causam inundações na China todos os anos, mas a ameaça aumentou nos últimos tempos, devido à construção de barragens ou a desvios do leito de rios, que, muitas vezes, cortam as ligações existentes entre os rios e os lagos adjacentes.

Do AFP

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *