Política

Bolsonaro vai ficar em isolamento e depois fará teste para covid

O presidente Jair Bolsonaro vai permanecer em isolamento no palácio da Alvorada em Brasília durante cinco dias. O motivo do distanciamento é o contato que o presidente teve com o ministro da Saúde Marcelo Queiroga,  diagnosticado com covid-19, durante a viagem para participar da Assembleia Geral da ONU.

Bolsonaro, que já teve covid, não apresenta sintomas da doença e vai seguir as orientações do guia de vigilância epidemiológica publicada em abril pelo Ministério da Saúde.

O anúncio foi feito pelo Secretário especial de Comunicação Social, André Costa. Ele explicou  que o presidente Bolsonaro fará um teste PCR depois dos cinco dias de isolamento.

Assim como o presidente, a comitiva que acompanhou Bolsonaro na viagem é composta por 50 pessoas e todos farão os testes.

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga foi diagnosticado com a covid, durante a viagem para participar da Assembleia Geral da ONU. Ele permanece em isolamento nos Estados Unidos e não apresenta sintomas graves da doença.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *