Brasil

Justiça autoriza Suzane Richthofen a sair da cadeia para fazer faculdade

A Justiça de São Paulo autorizou, em decisão liminar, a saída temporária de Suzane Von Richthofen para cursar farmácia no período noturno, na Faculdade Anhanguera, em Taubaté, no interior de São Paulo. Ela foi condenada a 39 anos de prisão por ter matado os pais em 2002. 


De acordo com o portal G1, a decisão do desembargador relator José Damião Pinheiro Machado Cogan é da última sexta-feira (10). Atualmente, ela cumpre regime semiaberto na Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia de Tremembé, que fica a cerca de nove quilômetro da faculdade.


O Ministério Público apresentou um parecer contrário à saída da detenta, alegando que não seria possível garantir a sua segurança. Porém, para o Tribunal de Justiça, Richthofen cumpre os requisitos para frequentar o curso, apresentando um bom comportamento.


“Se o que a lei almeja é a reintegração social não há razão para que a mesma fique sem frequentar a faculdade onde conseguiu matrícula e financiamento de seu curso, tendo sido aprovada no Enem”, afirmou o desembargador na decisão.


A Secretaria da Administração Penitenciária informou, em nota, que até o momento não foi notificada sobre a decisão judicial. Ainda segundo informações do G1, por meio de uma nota, a pasta afirmou que a direção da Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier de Tremembé não foi comunicada da decisão judicial. 

Do Uai

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *