Saúde

Casos de covid na China mais que dobram com variante Delta

As novas infecções locais de covid-19 mais do que dobraram em Fujian, província do sudeste da China, disseram dirigentes de saúde nesta terça-feira, o que levou autoridades a adotarem rapidamente medidas como restrições de viagem para deter a disseminação do vírus.

A Comissão Nacional de Saúde disse que 59 casos novos transmitidos localmente foram relatados em 13 de setembro, superando as 22 infecções do dia anterior. Todas elas surgiram em Fujian, que faz fronteira com Zhejiang no norte e Guangdong no sul.

Em somente quatro dias, um total de 102 infecções comunitárias foram relatadas em três cidades de Fujian – incluindo Xiamen, um pólo de turismo e transporte com uma população de cinco milhões.

As infecções chegam antes dos feriados do Dia Nacional, que começam em 1º de outubro e atraem muitos turistas durante uma semana. O último surto doméstico, ocorrido entre o final de julho e o início de agosto, transtornou as viagens, prejudicando os setores de turismo, hospedagem e transporte.

O tráfego de passageiros aéreos da China caiu 51,5% em agosto na comparação com um ano antes, mostraram dados divulgados nesta terça-feira, ressaltando a vulnerabilidade das empresas aéreas chinesas a surtos repetidos, embora a covid-19 esteja em grande parte sob controle no país.

O surto de Fujian começou em Putian, uma cidade de 3,2 milhões de habitantes, e o primeiro caso foi relatado em 10 de setembro. Exames preliminares com amostras de alguns casos de Putian mostraram que os pacientes contraíram a variante Delta altamente transmissível.

Fonte: Reuters

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *