Política

Marília deve formalizar chapa com André e Sebastião na próxima semana

Última a ingressar na disputa pelo Palácio do Campo das Princesas quando deixou o PT e filiou-se ao Solidariedade, a deputada federal Marília Arraes poderá ser a primeira postulante a anunciar sua chapa majoritária completa. E a data para acontecer não está longe, pode se consolidar na próxima segunda-feira.

Já ventilada há alguns dias, a chapa teria Marília Arraes disputando o governo, o deputado federal André de Paula (PSD) tentando o Senado e o também deputado federal Sebastião Oliveira (Avante) seria alçado à condição de vice-governador, em seu lugar para a Câmara dos Deputados entraria o presidente estadual do Avante, Waldemar Oliveira, que disputaria o mandato com as bases do irmão.

A chapa, que além de Solidariedade, Avante e PSD, e já recebeu o apoio do PROS, deverá receber o apoio do PP presidido pelo deputado federal Eduardo da Fonte, o que garantirá a Marília tempo de televisão e rádio, e exército de prefeitos e parlamentares para levar o seu projeto aos quatro cantos do estado. Coincidentemente todos os partidos estavam formalmente na coligação que elegeu João Campos na disputa pela prefeitura do Recife em 2020, que acabou derrotando a própria Marília, que foi o nome do PT.

Nos bastidores, já se fala na criação de uma nova Frente Popular sem PT e PSB, tamanha a quantidade de partidos que deixaram o palanque de Danilo Cabral para alavancar a postulação de Marília. A chegada destes partidos para o palanque de Marília não é apenas uma baixa na Frente Popular, mas também mostra a fragilidade dos demais postulantes da oposição que passaram quase dois anos tentando se unir, não se uniram e não conseguiram um único partido que estivesse na coligação governista, cabendo a Marília produzir o fato novo da eleição e dividir a Frente Popular que sagrou-se vitoriosa nas últimas quatro eleições para governador.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *